Você se lidera?

Esses dias uma frase de um vídeo me chamou muito a atenção: “Neste mundo de seguidores, esquecemos de liderar a nós mesmos.” Foi como um tapa na cara, uma coisa que de tão real, até parece mentira. Liderar a nós mesmo? Como? Já não somos donos do nosso próprio nariz? Já não decidimos tudo, por nós e pelos outros? E agora? Como viver com essa?

Eu e a minha mania de “aprofundar tudo”, não consegui conviver. Tentei de vários jeitos me convencer de que sim, eu lidero a mim mesma. Só que não…e ninguém o faz nesses tempos de cólera (hei Gabriel!), de loucura digital e insensatez covarde. Você realmente acha que se lidera? OK! Sorte a sua!

vidadejovem.com.br

vidadejovem.com.br

Onde quero chegar é naquele momento em que perdemos a rédea, onde jogamos para o alto a flecha, e não para o alvo. Será que ele existe? Seria que ele é liderável, manipulável? Ou mesmo identificável?

As viagens digitais pelos mundos de Facebook , Instagram, blogs, sites mega legais, outros nem tanto, FaceTime, WhatsApps e afins nos elevam à posição de donos do mundo, mas, somos mesmo donos de nós mesmos? As nossas escolhas ainda são nossas? Seguimos 1.237 pessoas no Instagram, e mais um monte nos seguem de volta. Mas lideramos a nós mesmos? Sabemos o que queremos e quem ainda somos, ou já nos perdemos no besteirol eletrônico e viciante?

bligoo.com.br

bligoo.com.br

Manter a concentração e o foco no meio desse aquário digital colorido e piscante nos mostrando 5 mil atualizações por minuto é uma tarefa cada dia mais rara e difícil. Toda desatenção será castigada!!! Imagine para pessoas como eu, que precisam absorver cada segundo de informação, o que nos resta? A loucura, diria.

4md.com.br

4md.com.br

Um líder que se preze se mune de estratégias e planos B, de aceitação de suas dificuldades e pontos fortes. Além de humildade e ousadia. Se mantém altivo em meio à tempestade, forte como a pedra. Mas saberá manter o seu norte neste mundo onde uma boa selfie vale mais do que mil palavras?

A capacidade da auto-liderança é algo indispensável como a luz do sol: sem ela, estamos à deriva. Mas para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve, já dizia Alice no seu País de Maravilhas. E, para finalizar este post de inquietação da alma, cito uma das minhas frases preferidas, do meu amado Sêneca: “Nada é mais importante, portanto, que não seguir como ovelhas o rebanho dos que nos procederam, indo assim não aonde querem que se vá, senão aonde se deseja ir. E, certamente, nada é pior do que nos acomodarmos ao clamor da maioria, convencidos de que o melhor é aquilo a que todos se submetem, considerar bons os exemplos numerosos e nano viver racionalmente, mas sim por imitação.” 

Au revoir!

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s