A Grande Muralha da China

Esta construção sempre me intrigou bastante, e ao visita-la pessoalmente, pude ter a noção exata de sua grandiosidade. Estamos falando do único monumento humano que pode ser visto da Lua (não é verdade, trata-se de uma lenda de 1938, mas o nosso lado romântico prefere acreditar que sim!), uma da mais impressionantes estruturas militares que já foram feitas pelo homem, com quase 8.850 quilômetros de extensão, segundo os chineses (este número é bastante divergente- há dados que citam mais de 20.000 quilômetros, sendo que o mais comum é de 6.684 quilômetros). Possui uma incomparável significância simbólica na história cultural da China, preservando elementos espirituais e arquitetônicos ao longo de todo este tempo.
aurevoirblog.com
Esta série de diversas muralhas levou aproximadamente dois milênios (e várias dinastias) para ser construída, tendo como principal objetivo proteger a China das invasões mongóis e nômades manchurianos na época, mas não obteve muito sucesso neste quesito (como ela não estava totalmente pronta na época, os invasores facilmente a contornavam)- algumas partes inclusive surgiram devido a conflitos feudais, e pouco a pouco, ela foi sendo magnificamente construída. Serviu principalmente, para facilitar o deslocamento de tropas, rações e animais, além de suas torres terem desenvolvido um excelente sistema de comunicação e alertas, que usavam bandeiras coloridas e sinais de fumaça. Atualmente, espalha-se pelo Nordeste da China, pelo deserto de Góbi e pela Mongólia, sendo um dos principais pontos turísticos da China, e claro, seu maior orgulho.
A mão-de-obra utilizada para construir um colosso desta magnitude exibe números igualmente grandiosos: mais de um milhão de operários, entre camponeses, soldados e principalmente prisioneiros; sendo que somente 20% destes sobreviveram durante a sua construção, dadas as condições extremamente adversas na época. Era mais ou menos uma sentença de morte ser enviado para trabalhar lá, e muitos oficiais corruptos tiveram este destino.
Em 1664, ela chegou a ser abandonada, sendo invadida por mongóis, xiambeis e outros povos. Mas foi então retomada em 1980, sendo iniciada uma grande obra de restauração em diversos trechos, tornando-se o maior símbolo da China atual- mas estima-se que dois terços dela ainda estejam em ruínas.
A Grande Muralha não é uma estrutura única, e apresenta diferentes características ao longo de sua extensão. A cada pouco, encontram-se portas, torres de vigilância (cerca de 40 mil) e fortes, oferecendo aos chineses posição dominante de visão, percebendo prontamente a aproximação de qualquer inimigo (nos dias de hoje isso não serve para muita coisa, porque os inimigos da China atual não são exatamente humanos…).
Em 2007 foi considerada uma das Novas Sete Maravilhas do Mundo, e desde 1986 está inscrita como Patrimônio Mundial pela Unesco.
aurevoirblog.com
aurevoirblog.com

COMO CHEGAR LA
Há dois trechos que oferecem maior infra-estrutura para visitação (os próximos posts falarão desses dois trechos mais especificamente, como chegar, horários, características…): Badaling -o mais próximo de Pequim, a 1h30min, e consequentemente o mais lotado, por ser o único que oferece transporte público, e Mutianyu -pouca coisa mais longe que o anterior, mas não oferece transporte público, então tem um pouco menos de gente (eu disse um pouco, não se empolgue!). Há outros pontos de acesso, mas estes dois são os principais, e mais indicados para quem, como eu, tem filho, e não pode mais se dar ao luxo de coisas muito, digamos, selvagens.

Mapa dos trechos para visitação

Mapa dos trechos para visitação


Estes dois trechos oferecem teleféricos para facilitar a subida. Em Mutianyu você vai balançando ao ar livre mesmo (no meu caso, morrendo de medo de deixar a criança cair lá de cima!), mas se você preferir a sensação maravilhosa que deve ser escalar os milhares de íngremes degraus até lá em cima, boa sorte (e me conte depois!). Para descer, pode escolher entre voltar pelo mesmo teleférico ou escorregar num tobogã muito legal e seguro (novamente o espírito de mãe se faz presente), com um carrinho deslizante do tipo para-e-anda. Os meses mais indicados para visitação são abril/maio ou setembro/outubro, por serem meses de temperaturas um pouco mais amenas, nem muito quente e nem muito frio.
Teleférico e trecho do carrinho do tobogã

Teleférico e trecho do carrinho do tobogã


De sede ninguém morre lá em cima! Já de tédio....

De sede ninguém morre lá em cima! Já de tédio….


Mas acima de tudo, a melhor dica que posso te dar é: NÃO VÁ À TARDE, POIS À TARDE TODOS OS ÔNIBUS DE EXCURSÃO CHEGAM!!!!!!!! Um ótimo horário para chegar lá é tipo 9 horas da manhã, ou antes, pois mais ou menos 11 hs começam a chegar a maior parte dos visitantes.. Suas fotos ficarão ótimas, sem gente intrometida e sem noção que não percebe quando há outras em volta tirando fotos! Esses tours que saem de hotéis, passam pela Tumba Ming, lojas que vendem peças de jade, museus de seda, entre outros, mas são, em sua maioria, passeios “pega-turista”, então não caia nessa!!!!!!! PS- de nada… 😉
aurevoirblog.com
aurevoirblog.com
Este é um daqueles passeios da vida, e deve estar na sua lista de lugares a conhecer, pois andar na Grande Muralha da China é ter a sensação vívida de fazer parte da impressionante História desta parte do mundo, realmente vivencia-la em todas as suas vírgulas e contrapontos. Como dizia Mao Zedong: “Quem nunca andou na Grande Muralha, não é um homem de verdade.”
Au revoir!

aurevoirblog.com

Advertisements

2 thoughts on “A Grande Muralha da China

  1. Liane Lima says:

    A vista deve ser linda ! By the way – eles nao se “ocidentalizaram” e abriram , nesses dois melhores pontos que vc falou, um barzinho ???

    • vanessamax says:

      Tem até um Subway na parte dos estacionamentos… Um café e uma pizzaria…para agradar os gringos! Lembra da tiazinha entediada da foto? Ela vende até cerveja!!! Então certamente não há problemas neste quesito!!!!! Kkkkkk

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s